Governo do Distrito Federal
25/03/22 às 22h29 - Atualizado em 25/03/22 às 22h29

GDF realiza cerimônia da semana de abertura do projeto “Escola de Carnaval”

COMPARTILHAR

 

A Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (SECEC) realizou, com apoio do Escritório de Assuntos Internacionais (EAI/DF), nesta sexta-feira (25) a cerimônia da semana de abertura do projeto “Escola de Carnaval”, que tem como linha mestra a cultura Ibero-americana. O evento ocorreu no Eixo Cultural Ibero-americano (antigo Espaço Funarte), na Galeria Fayga Ostrower e contou com a participação do carnavalesco Milton Cunha, curador do projeto.

 

Estiveram presentes na cerimônia a chefe do EAI, Renata Zuquim e o Secretário da SECEC, Bartolomeu Rodrigues, além das representações diplomáticas do Panamá, da Costa Rica, do Chile, do Equador, da Nicarágua, do Paraguai, da Guatemala e de El Salvador.

 

 

A chefe do Escritório de Assuntos Internacionais do Governo do Distrito Federal (EAI/GDF), Renata Zuquim, abriu a cerimônia agradecendo a presença da comunidade internacional. “O reconhecimento de Brasília como Capital Ibero-americana das Culturas 2022 está em sinergia com o exercício de reconhecimento de nossas raízes, e nos convida a desfrutar da cultura iberoamericana, para viver e propagar os ritmos e cores de nossa região e de vários povos.”

 

O secretário da SECEC, Bartolomeu Rodrigues, fez questão de ressaltar a importância do carnaval de Brasília. ”É muito importante a presença dessas representações diplomáticas aqui, para que conheçam esse pedaço da cultura de Brasília. O carnaval faz parte de uma cadeia produtiva, que chamamos de economia criativa, que não pode parar. Esse projeto nasceu para dar horizonte para mostrar que nós não nos deixamos nos abater com tudo o que aconteceu. Que o carnaval, o samba e todas as representações culturais precisam ser preservadas.”

 

 

O carnavalesco Milton Cunha, curador do projeto, ressaltou que “o carnaval, para nós brasileiros, é uma forma de expressão. Nós acabamos nos transformando na capital mundial do carnaval, pois adoramos ver a realidade nesse rasgo artístico.”

 

 

Cerca de 22 escolas de samba, blocos e agremiações de carnaval, presentes no Distrito Federal, estão participando do projeto “Escola do Carnaval” e serão acompanhados por 6 meses pelo carnavalesco.

Escritório de Assuntos Internacionais - Governo do Distrito Federal

EAI-DF

Anexo do Palácio do Buriti, 2º andar,
Sala 211 - CEP: 70075-900
Telefone: (61) 3961-4685
escritorio.internacional@buriti.df.gov.br