Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/06/21 às 17h39 - Atualizado em 16/09/21 às 11h21

ACNUR faz ação no DF com jovens da etnia Warao para a 2ª edição do concurso “Juventude #ComOsRefugiados”

 

Iniciativa da Agência da ONU para Refugiados transformará desenhos em design de bolas de futebol, que serão vendidas para apoiar atividades esportivas para refugiados.

 

 

 

(Foto: Victoria Hugueney – ACNUR Brasil)

 

Centenas de jovens e crianças de todo o mundo estão participando da segunda edição do concurso de arte “Juventude #ComOsRefugiados”, promovido pela Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), cujo tema é “O esporte nos une”. A segunda edição do concurso recebe desenhos de jovens entre 10 e 30 anos de idade e converte os melhores no design da #BolaDosSonhos (#DreamBall), que será fabricada e vendida para financiar projetos esportivos de apoio às pessoas refugiadas em todo o mundo.

 

A ação da ACNUR na última quarta-feira (23), em Brasília, contou com a presença do EAI e foi realizada com jovens venezuelanos da etnia Warao residentes da Cáritas Arquidiocesana Brasileira, entre eles alguns alunos da Escola Classe Bela Vista, também em São Sebastião (DF).

 

“O esporte é fundamental para os refugiados do abrigo e de todos os locais do mundo. É isso o que os move nessa ação de descontração, estar mais próximos deles, um espaço onde podem dialogar com o incentivo da arte e da cultura. Por ser algo dimensional em todos os lugares do mundo, o esporte facilita as conexões e traz bem-estar a todos.” afirmou Paulo Henrique de Moraes, Diretor da Cáritas Arquidiocesana Brasileira.

 

As bolas serão produzidas pela Alive and Kicking, única fabricante de bolas sem fins lucrativos em todo o mundo. Os melhores desenhos também serão compartilhados nas redes sociais do ACNUR em todo o mundo e apresentados em uma exposição digital.

 

“O ACNUR se felicita com a participação em massa das crianças e jovens da comunidade warao do abrigo em São Sebastião. A iniciativa de desenho das bolas tem como objetivo unir as pessoas refugiadas e brasileiras em torno da força inspiradora do esporte, da criatividade e da esperança.” afirmou Heloisa Miura, Assistente Sênior de Proteção da ACNUR Brasil.

 

Os finalistas receberão prêmios especiais e lembranças do ACNUR. Não há premiação em dinheiro.

 

(Fotos: Victoria Hugueney – ACNUR Brasil)

 

 

Fonte: ONU / ACNUR Brasil

Escritório de Assuntos Internacionais - Governo do Distrito Federal

EAI-DF

Anexo do Palácio do Buriti, 2º andar,
Sala 211 - CEP: 70075-900
Telefone: (61) 3961-4685
escritorio.internacional@buriti.df.gov.br